terça-feira, abril 25, 2006

Separados no nascimento


Quem viu o Linha de Passe ontem? Que vergonha! Q/ apelada sem precedentes... até acho q/ o Trajano mereceu o susto, pq ele é meio mala. Mas não precisava!

Ainda bem que o Juca Kfouri tem muita presença de espírito e desenvoltura. Imaginem se fosse nos tempos do Kajuru, hehehe! O vexame seria ainda maior, c/ certeza!

Em homenagem ao "akward moment" de ontem, tô postando a foto do Paulo Soares e de seu irmão gêmeo, separado no nascimento, o Peter Grifin, da série de TV "Família da Pesada".

segunda-feira, abril 24, 2006

Prá matar as saudades dos fãs de "O Planeta Diário"

É sabido que adoro trocadilhos. Recentemente li o clássico da literatura mundial "A Vingança do Bastardo", da premiadíssima Eleonora V. Vorsky (aquela velhota sem-vergonha), e vou reproduzir aqui um parágrafo com o maior número de piadinhas de duplo sentido que já vi. O livro todo é bem divertido, mas este trecho especificamente, me fez rir bastante!

"Não acredito em sereias. Principalmente quando elas prometem que vão telefonar ou escrever. As sereias são pessoas meio divididas. A porção mulher se embeleza, gasta fortunas com desodorantes íntimos, tenta nos seduzir. O lado animal é arisco, não tem os pés no chão. Mas uma coisa é certa: se você quer fisgar uma sereia, não a leve para jantar num restaurante de frutos do mar. Também não é bom falar em sexo oral antes da sobremesa. Em compensação, se conseguir levar a sereia em casa, ela vai deixar você sem fôlego. Nem mesmo quando ela estiver naqueles dias sua noite estará arruinada. Muito pelo contrário: leva champanhe, pois vocês terão caviar."

quarta-feira, abril 19, 2006

Falas memoráveis do cinema:

"Frankly, my dear, I don´t give a damn." (E o vento levou...)
"I´m going to make him an offer he can´t refuse." (O poderoso chefão)
"May the Force be whit you." (Guerra nas estrelas)
"I love the smell of napalm in the morning." (Apocalypse, now!)
"We´ll allways have Paris." (Casablanca)
"It´s alive!" (Frankenstein)
"Houston, we have a problem." (Apollo 13)
"You had me at "hello"." (Jerry Maguire)
"Say "hello" to my little friend." (Scarface)
"They´re here!" (Poltergeist)
"My precious!" (Senhor dos Anéis)
"Get busy living, or get busy dying." (Um sonho de Liberdade)
"I do wish we could chat longer, but I'm having an old friend for dinner." (Silêncio dos Inocentes) "Roads? Where we're going we don't need - roads." (De volta pro futuro)
E, claro.... "Here´s Johnny!" (O Iluminado)

segunda-feira, abril 17, 2006

Galoucura sempre espirituosa

Ontem assitia a um programa sobre futebol e, enquanto mostravam um acidente com um paraquedista que devia ter aterrisado no Morumbi, mas acabou levando um tombo bonito demais, Dudu lembrou de um fato muito engraçado ocorrido no Mineirão:

Atlético x cruzeiro. Minutos antes do jogo, as torcidas gritavam, se provocavam, abriam bandeiras, Mineirão tremendo, a torcida do Galo em maior número, aquela coisa de sempre. Eis que surge um paraquedista no céu e aterrisa no estádio. Abre o macacão e exibe uma camisa do cruzeiro. A delicada torcida se anima. Um outro paraquedista surge no céu e todos pensam "deve ser mais uma daquelas manifestações em prol da paz nos estádios. Com certeza ele vai estar com a camisa do Atlético, vão se abraçar...". Mas quando ele desce e abre o macacão, exibe também uma camisa do cruzeiro. A excitada torcida celeste se empolga ainda mais. Quando surge no céu um terceiro paraquedista, a Galoucura mais que depressa entoa um coro, seguido pelo restante da torcida alvi-negra:

"Tá chovendo bicha, ô ô ô ô ô!" (no ritmo de "vamos a la playa).

domingo, abril 16, 2006

Jonas, o narcoléptico - Cap. 3 (My name is Jonas)

Jonas fez um série de exames e passou a freqüentar a clínica do Dr. Jacques duas vezes por semana. O médico recomendou uma vida social normal. Disse para os pais matricularem Jonas numa escola, incentivarem uma prática esportiva e a convivência com outros adolescente.

Tudo aquilo era novidade para Jonas. Mas ele, sempre frio e distante, não se excitava com nada.
Pelos anos que se seguiram, a doença não atrapalhou a vida de Jonas. Formou-se com louvor no ensino médio e fez vestibular, adivinhem, para medicina. Todos consideravam que estava curado.

Jonas seguia o plano de seus pais de se tornar um neurocirurgião e quase gostava da idéia. Seguia também, e à risca, o tratamento do Dr. Jacques, que pretendia fazer dele seu pupilo. Duas vezes por semana sentava-se na elegante sala de espera da clínica, sempre quinze minutos antes de sua consulta, lia revistas científicas e aguardava ser encaminhado pela secretária à sala do doutor e amigo.

Era assim todas as vezes. Até o dia em que Jonas chegou mais cedo. Entrou na sala de espera e, sentada na cadeira em que Jonas habitualmente se sentava estava uma moça morena, de cabelos muito negros e longos, olhos verdes que se levantaram do livro que liam e observaram Jonas por poucos e longos segundos. Ele sentiu um sono quase insuportável no momento em que aqueles olhos se cruzaram com os dele. Sentou-se rapidamente tentando controlar-se. Respirando profundamente pegou uma revista de neurociências. Não entendia uma palavra que estava ali. Na verdade, mal via as palavras. Só pensava naqueles olhos. A moça entrou no consultório e Jonas dormiu.

Passou a chegar mais cedo em todas as consultas. Muitas vezes dormia no carro, só de pensar no encontro quase sem palavras que teria com a moça dos olhos verdes. Foi assim durante muitas semanas. Chegava, cumprimentava a secretária, a moça levantava os olhos e o cumprimentava. Jonas sentia sono mas se controlava e não dormia. Minutos depois a moça saía, despedia-se dele e da secretária e ia embora. Sempre sozinha.

Já meses depois, a moça falou com Jonas. Faltou muito pouco pra que ele dormisse, mas controlou-se. Havia progredido muito no tratamento e quase sempre conseguia controlar-se. Bocejou e disse:

- O que? Desculpe-me não dormi bem...

A moça sorriu e disse:

- Tudo bem. Eu só perguntei o seu nome. A gente sempre se encontra por aqui... achei que deveríamos nos conhecer.
- Jonas. Meu nome é Jonas.

Ela levantou-se, caminhou até ele e estendeu a mão.

- Prazer. Cecília.

Jonas estendeu a mão direita a Cecília e com a esquerda tapou a boca, tentando disfarçar o novo bocejo.

Durante as semanas seguintes, a espera tornou-se muito mais interessante. Jonas e Cecília conversavam muito. Tinham vários interesses em comum, tornaram-se amigos e pareciam ambos interessados em ser mais que isso.

Num dia, depois de conversarem bastante, Cecília entrou para sua consulta. Quando saiu, ia despedindo-se de Jonas que já se levantava para dirigir-se ao consultório. Se olharam e Jonas decidiu chama-la para sair. Antes que pudesse fazer o convite, Cecília perguntou:

- Por que você vem ao Dr. Jacques?

Jonas ficou um pouco envergonhado, mas decidiu ser honesto. Já que pretendia sair com a moça, era melhor que ela soubesse logo. Então respondeu:

- Narcolepsia. E você?

Olhando pra baixo e sem conseguir disfarçar a tristeza em sua voz, Cecília respondeu:

- Síndrome de Gilles de la Tourette.

Jonas dormiu.

sexta-feira, abril 14, 2006

How bizarre (mais uma listinha)!

Algumas das maiores bizarrices e aberrações do mundo do entretenimento:

Os cavaleiros que dizem Nih (Monty Python)
Os Oompa Loompas (A Fantástica fábrica de chocolates)
Willy Wonka
Alice no País das Maravilhas, Alice Através do Espelho (os livros, o filme, a peça e todo o universo de Alice)
Tony (O Iluminado)
Kirk (Gilmore Girls)
Nelson Ned
Stuart Ullman (O Iluminado)
Paul Anka (O cão de Lorelai em GG)
The Mummies (a banda)
A Ilha da Fantasia
O Tatu (da Ilha da Fantasia)
John Coffey (À Espera de um milagre)
Marla Singer (Clube da Luta)
Os quatro álbuns do Flaming Lips, que devem ser ouvidos simultaneamente
Tom Waits
Ozzy Osborne
O Mestre dos Magos
Tio Patinhas
Uni (Caverna do Dragão)
Jamanta
Os pombos do Animaniacs
Taz
George McFly
Ursula Buffay
Barbarella
Gabriela (Eles matam, nós limpamos)
Claire (Serial Lover)
Seeelllmaaaa (Mulheres Amazonas na Lua)
Dr. Frank N. Furter (The Rock Horror Picture Show)
China (Hong Kong Fu)
Pai Mei (Kill Bill)
Dr. Lao (As sete faces do Dr. Lao)

E muitos, muuuuitos outros...

quinta-feira, abril 13, 2006

Dia internacional dos velhos maconheiros no trânsito!

Velhos maconheiros sempre incomodam! Retardando o bom andamento de filas, arrumando confusão com atendentes, sem saber o que fazer fente ao painel do elevador, completamente perdidos com os controles remotos...

Mas o pior mesmo é no trânsito! É terrível aquele velhinho a 30 por hora na nossa frente, dando seta prá esquerda e entrando prá direita, colocando a mão prá fora prá sinalizar prá vc reduzir... enfim, fazendo TUDO o que atrasa o trânsito. Criando uma enorme e lenta fila de carros atrás de suas barbeiragens.

O pior: eles não se abalam com buzinas, gestos e quase nenhum xingamento. Vc pode usar o pior palavrão que conhece, mas não surte efeito. Nem mudam o tranquilo semblante de "não é comigo".

Mas há uma arma infalível. Há algo que nenhum velho suporta ouvir. Foi um amigo que me alertou, e já confirmei que funciona! Chame-o de "velho maconheiro"! Nenhum agüenta...

É bom vê-los ficando vermelhos, gagos, descontrolados... hahaha! Hoje agüentei muitos velhos maconheiros no trânsito. Todos os que vivem aqui em BH resolveram sair às ruas dirigindo. Só o que me salvou de um colapso foi a simples imaginação da figura indignada, quase sem reação e sem palavras prá retrucar... tentem e verão como é catártico gritar "VELHO MACONHEIRO" e se deleitar com o resultado!

quarta-feira, abril 12, 2006

Films philosophy

If you wake up at a different time, in a different place, could you wake up as a different person?

Dizem por aí...

Tá bom... eu reclamo mesmo! Mas tava num bar outro dia com amigos, e falávamos sobre expressões que as pessoas usam e que são bem irritantes. A língua tb tem suas modas e, como quase toda moda, às vezes enche a paciência. Não sou só eu que penso assim. É uma reclamação quase geral entre as pessoas que conheço.

Nesse dia, éramos atendidos por um garçon que era fonte inesgotável de expressões irritantes. Chamava os homens da mesa de "fera" e, não satisfeito, usava o gerúndio sempre que podia. Deve ter feito curso de operador de telemarketing, né?

Vai dizer que não te irrita: Senhor, o senhor poderia estar repetindo os quatro últimos dígitos do seu cpf prá que eu possa estar efetuando o cadastro?!

Existem muitas outras coisas chatas. Eu por exemplo, além do "fera" e do gerúndio, detesto homens que chamam as mulheres de "gata" ou "princesa". Me arrepio cada vez que escuto "tudo de bom" e "belê". Vou parar, senão acabo ofendendo muita gente por aí....

F. O. I. (aaarrrrggghhhh!).

segunda-feira, abril 10, 2006

Castañuelas!

Nesta quarta, dia 12 de abril, meu outro eu vai fazer uma participação especial no show do Reverb All Stars na Obra, tocando castanholas numa canção. O show é parte do 6º primeiro campeonato mineiro de surf, q/ acontece todo ano na Obra. O show da banda tá muito legal e vale a pena conferir... há um super revezamento de músicos e instrumentos, hehe. A banda é maior que o Titãs... original!

Mau humor também pode ser divertido, mas...

Tá bom! Prá não ficar parecendo que só reclamo, vai uma listinha de coisas que eu gosto tb:

Banho
Mojito
Pensamento rápido
Maratonas do jogos
Maratonas de filmes
Falar besteiras
Piadas mal humoradas
Humor negro
Malibu com muito gelo
Cães
As coisas secretas que não estão no cardápio do Friday´s (descoberta recente)
Música
Filmes
Cenoura (ou, Zanahoria... mi zanahoria! Hehehe)
Mar
Viajar
Peixinhos (os dois tipos... hehehe - mais uma piada interna!)
Quadrinhos
Piscina de bolinhas
Bailar el flamenco
Chutar (TKD)
Rir
Hablar español
Ócio
Cremes e cosméticos em geral
Saias
Verde
Salto
xxxxx
ojos
banheira
flores
tv
Mc Donalds
Coca-cola
Sorvete
Chocolate
Futebol
O Galo
livros
amigos
...
...
...
a lista é infinda! I´m a quite happy person... despite of my bad mood!

Importante: preciso esclarecer que odeio os cavanhaques (e barbas, e bigodes), não as pessoas que os portam!!! Às vezes pode até coincidir... mas só às vezes! E mais... qd digo "odeio", é mais "me irritam um pouco", hehehe!

sábado, abril 08, 2006

De dar sono!

Eu acho Jack Johnson um saco!... e Oasis tb!!!

quinta-feira, abril 06, 2006

Frases fora de contexto

Sabe aquelas frases, em geral nas músicas, que vc não entende o q/ estão fazendo ali? As letras dos Engenheiros do Havaí são cheias delas... mas tem uma prá mim que é um ícone, e nem é de Humberto, mas de Caetano. Naquela música de tigresa de unhas negras, blá, blá , blá... surpreendentemente, no meio da canção ele diz: "Como é bom poder tocar um instrumento."

Então tá... fica assim!

Coisas que eu odeio:

Amarelo
Barbas, bigodes, cavanhaques
EMO (corta-pulsos e shoe-gazers em geral)
Aquelas pessoas alegrinhas que sempre querem animar ônibus de excursão, churrascos, festas, encontros de boteco, etc.
Gente que conversa pegando
Gente que grita
Gente insistente
Folgados no trânsito
Gatos
Carro sedan
Estilo de vida sedan
Hippies
Estilo de vida hippie
Cheiro de insenso
Cheiro de maconha
Cheiro de insenso+maconha
Gente bêbada falando comigo e pegando
Quando dizem: vc que é psicóloga...
Qd falam que o Antônio Roberto é psicólogo
Livros de auto-ajuda
Pessoas que lêem, acreditam e seguem livros de auto-ajuda
Livros, músicas e estilo de vida zen: Yani, Enya, Seicho No Ie (sei lá como se escreve essa porcaria)
Gente afetada
Gente com estilo de vida super definido e que se leva realmente a sério (feministas, ativistas, GLS, pacifistas, Green Peace, socialistas, comunistas, etc.)
Gente que acha que religião é a solução do mundo
Gente de seitas bizarras (santo daime, trigueirinho, etc.)
Gente que duvida de tudo
Gente a favor da pena de morte
Gente estúpida, burra, ignorante, desinformada, limitada (you name it!)
Programas de auditório nacionais
Vizinhos sem noção
Japonês falando inglês
Francês falando inglês
O Bush
Andar de ônibus
Gente grossa
As inúmeras e inesgotáveis figuras de linguagem de Humberto Gessinger
...
...
...
E mais algumas coisinhas! Depois aumento a lista...

segunda-feira, abril 03, 2006

A TV dos meus sonhos!

Adoro tecnologia! Mas apesar de todas as invenções da humanidade, ainda espero q/ inventem a tv dos meus sonhos. Ela deve ser interativa, claro. Mas mais do que permitir escolher cenas ou finais alternativos, efetuar compras pelo controle remoto, comprar a roupa da protagonista do filme, criar minha própria história, escolher a trilha sonora do programa que estiver assistindo, ela deve ter:

- No mínimo, mute Galvão Bueno... mas se tiver uma ferramenta q/ transforma o q/ ele fala em comentários inteligentes ou pelo menos toleráveis, ainda melhor!
- Uma tarja preta móvel, comandada pelo controle remoto, prá eu poder ver as transmissões narradas pelo Rogério Corrêa sem me incomodar com aquela sombrancelha sinistra, sempre em movimento. E também todos as cenas sangrentas das séries e filmes s/ ter de fechar os olhos!
- Um comando que modifique as expressões faciais das pessoas na tv, alterando-as do modo "freak" para o modo "normal". Assim, meu olhar não se fixaria na boca performática do Paulo Soares (aka "o amigão").
- Um comando que alterasse, em tempo real, os rumos de um programa... mesmo ao vivo! Por exemplo, uma corrida de F1 ou um jogo de futebol!
- Um botão no controle que, se apertado por 5 pessoas ao mesmo tempo, cada uma no aconchego de seu lar, desse choque na pessoa que falasse uma grande besteira ao vivo! Teria de ser apertado por pelo menos 5 pessoas simultaneamente, prá não ficar muito arbitrário e o Bob Faria ou o Nelinho conseguirem completar pelo menos uma frase!
- Um comando para bloquear programas que insultem a inteligência de qq ser humano e, claro, criasse programas alternativos prá que a tv aberta não ficasse sem transmissão no domingo.
- Um comando que fizesse um "extreme makeover" instantâneo em pessoas que parecem vítimas da talidomida... como o Pedro de Lara.

Isso sim é interatividade viu, Maurice?!!!!

sábado, abril 01, 2006